Edição 65 - DEZ / 2006
Busca 
EDIÇÃO 65 > ESPECIAL
Artistas baianos são batizados
Carla Perez e Xanddy com Jesus
Bruno Barreira

Diversidade de credos e crenças; misticismo e candomblé; axé, suingue e capoeira. Uma terra conhecida como “de todos os santos”. Descrições religiosas e culturais à parte, esse conjunto estereotipado não reflete o atual mover de Deus que, a cada dia, resgata novas almas do meio da música secular para o Evangelho de Cristo, em Salvador.

TextoOs depoimentos de encontro real com Deus envolvem nomes que podem levantar suspeitas em qualquer cristão do país, devido à imagem cristalizada pelos grandes meios de comunicação. Contudo, a Palavra afirma que, no fim dos séculos, sua unção será abundante sobre aqueles que aceitarem seu nome. “Derramarei o meu Espírito Santo sobre toda a carne, e vossos filhos e filhas profetizarão, vossos velhos terão sonhos e vossos jovens terão visões” (Jl 2.28).


Momento de renovação de votos do casamento de Carla e Xanddy. “Alexandre, eu renovo diante de Deus e da nossa igreja a minha aliança contigo”, disse ela

Xanddy, vocalista do Harmonia do Samba, Carla Perez e Débora Brasil, ex-dançarinas do grupo É o Tchan, o pugilista Acelino Popó, e o cantor e compositor Cid Guerreiro são alguns dos nomes que já se batizaram nas águas e declaram que Jesus é o único Senhor de suas vidas. Além disso, Yvete Sangalo, a maior cantora de axé da atualidade, e o Compadre Washington (do É o Tchan), já se mostraram dispostos a ouvir o verdadeiro Evangelho de Cristo. Vários outros produtores, músicos e compositores estão seguindo o mesmo caminho.

Em parte, esses resultados são frutos de um ministério que está levando a Palavra de Deus a trios elétricos em pleno Carnaval, entre outros lugares. O nome da igreja é curioso: Comunidade Evangélica Artistas de Cristo (Ceac), liderado pelos pastores Ivo Dias (presidente) e Valter Júnior. Ambos sempre tiveram relações com o meio artístico baiano e, após encontros pessoais com Deus, tiveram o propósito de evangelizar outras vidas que integram o cenário musical.


Carla Perez, Yvete Sangalo, Popó e Magno Malta: oportunidades para compartilhar e sentir o que Deus pode fazer na vida de gente famosa
INÍCIO CONTURBADO

 

O trabalho começou há seis anos com o pastor Ivo Dias, ex-integrante do antigo grupo de axé Laranja Mecânica. O obreiro lembra que o período de transição para o Evangelho foi atribulado. “Meu irmão, hoje pastor Ivan Dias, que também era integrante do Laranja Mecânica, não queria aceitar minha conversão. Continuei no grupo por dois anos, após minha decisão de seguir a Cristo. Sempre que podia, falava sobre o Evangelho com os integrantes. Tudo aquilo deixava meu irmão nervoso. Fomos expulsos de um hotel por causa de brigas. Teve até um episódio em que ele me feriu com faca. Então, resolvi deixar o grupo e trabalhar para resgatar almas aprisionadas”, recorda.


O pastor Valter Júnior, responsável pelo discipulado de Xanddy e Carla Perez, hoje tem influência na classe artística local e prega em trios elétricos

Após perseverar em oração, Ivo Dias lembra do milagre que Deus operou e, finalmente, viu a conversão do irmão. “Sempre pedi a Deus que tocasse no coração dele. Foi quando o seu filho, o Icaro Dias, sofreu um acidente e morreu. Assim que eu soube da notícia, fui correndo até o hospital em que o meu sobrinho estava e encontrei o Ivan. Diante da situação, disse a ele: ‘Você vai ver que nada é impossível para o meu Senhor agora’. Orei, e o Icaro ressuscitou, para a honra e glória dEle. Hoje o meu irmão é pastor da Igreja Congregacional. Decidi continuar com a obra direcionada a artistas da música, e Deus tem honrado esse propósito”, revela.


ESTRATÉGIAS DIVERSIFICADAS

O pastor Valter Júnior, responsável pelo discipulado de Xanddy e Carla Perez, se juntou ao ministério um pouco mais tarde. Apesar de não ser conhecido em âmbito nacional, o líder trabalha como locutor da principal rádio pop secular de Salvador, a Piatã FM. A continuidade na carreira, mesmo após a conversão, permite manter sua influência entre os artistas locais. Não é difícil, portanto, encontrá-lo em trios elétricos, pregando a Palavra.

Valter Júnior avalia que o trabalho é muito difícil nesse meio em que muitos nem sequer acreditam em um único Deus e outros acreditam em vários. Mas ele ressalta que a semente foi plantada e que grandes frutos já podem ser vistos: “Vemos que a edificação da Palavra é real e está formando raízes fortes. Deus tem dado ótimas estratégias através dos louvores, dos cantos, do teatro, da dança. Muitas pessoas que estavam doentes e aprisionadas agora estão salvas. O único artista real aqui é o Senhor Jesus Cristo”.

Entre muitos recursos para transmitir o Evangelho, o pastor Valter Júnior lembra do seu próprio casamento, cuja cerimônia usou como oportunidade para a realização de um culto, contando com a presença de pessoas que nunca estiveram em um. “Transformei meu casamento numa grande celebração ao Senhor. Era uma chance de fazer com que muitos artistas ouvissem um pouco da Palavra. Na época, a Carla Perez e o Xanddy não tinham se convertido ainda. A própria cerimônia não foi realizada numa igreja, para evitar qualquer tipo de resistência. Então, planejei tudo na cobertura de um hotel. A Palavra foi plantada e, depois de um tempo, Carla e Xanddy se converteram. Agora, ambos estão crescendo nos caminhos do Senhor e decidiram pelo batismo”, recorda.


Ao lado de Xanddy, Carla e a filha Maguinha, Magno Malta ressalta que Deus tem um claro propósito na Bahia


TRABALHO DE DISCIPULADO

Valter Júnior explica que o ministério é dedicado ao discipulado e que o objetivo da igreja é levantar novos líderes dentro do meio artístico nacional. “Trabalhamos muito com discipulado e com a ética. Depois que eles aceitam a Cristo, há um acompanhamento até serem batizados. Também são doutrinados até estarem com a Palavra bem fortificada em seus corações. Portanto, esse é nosso estilo. Tomamos por base o versículo de João 8.32 que diz ‘conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará’”.

Para a igreja, não importa em que situação se encontre o artista, mas que ele seja recebido com amor e não se sinta incapaz de se tornar um verdadeiro servo do Senhor. “Aqui é possível ver pessoas chegando do jeito que estão no mundo. Às vezes, até com muita arrogância. Mas quando começam a ouvir, passam a entender que não são nada”, relata. Segundo Valter Júnior, ali não há barreiras que possam intimidar os artistas. Quem incomoda e transforma é o Espírito Santo de Deus.


BATISMO DE CARLA PEREZ E XANDDY

O encontro foi reservado para amigos e convidados, no dia 31 de outubro, no templo da Ceac, em Salvador, Bahia. A equipe de jornalismo do Grupo MK de Comunicação acompanhou a celebração com exclusividade. O culto, iniciado por volta das 20h, teve muito louvor, adoração e testemunhos, que fizeram com que a reunião durasse cerca de três horas. Xanddy foi ao púlpito cantar louvores, em gratidão pela presença e o poder de Deus em sua vida e na de sua família. O público se emocionou ao ver o cantor, quebrantado, entoar o louvor “Campeão, Vencedor”, e, logo em seguida, “Deus de Promessas”. Assim que terminou, permaneceu no palco para renovar seus votos de casamento com Carla Perez diante de Deus e da igreja.

O pastor Ivo Dias, presidente do ministério, exaltou a vitória e a graça sobre a vida do casal. Emocionada, Carla Perez declarou: “Alexandre, eu renovo diante de Deus e da nossa igreja, a minha aliança contigo. E te prometo ser fiel, sendo uma esposa sábia que edifica o lar sobre a rocha. E te prometo ser assim até que a morte nos separe”. Da mesma forma fez Xanddy. A igreja glorificou ao Senhor. Juntamente com o povo de Deus, estavam ali Yvete Sangalo, Cid Guerreiro, Débora Brasil, Acelino Popó e sua esposa, Compadre Washington e o senador Magno Malta.


O trabalho começou há seis anos com o pastor Ivo Dias, que era integrante do antigo grupo de axé Laranja Mecânica

NOVAS CRIATURAS

Xanddy e Carla Perez descreveram a ocasião como inesquecível. “Este é um momento de muita felicidade. Não dá para explicar. Era algo que eu esperava muito. A partir de agora, entrego minha vida nas mãos dEle. O que Ele decidir, farei. Estou aqui para servir. Sempre tive uma vida tranqüila e sempre ouvia acerca da Palavra. Mas intimidade com Deus, só ultimamente, o que tem sido tremendo. E o que Ele não gostar em mim, Ele vai tirando. Seja bruscamente ou aos poucos, mas é Ele quem faz o seu mover. Sou uma nova criatura”, confessou Carla Perez.

Da mesma forma, Xanddy disse que não se envergonha de expor a sua fé. Ele ressaltou que está vivendo a maior bênção de sua vida. “Vou deixar Papai conduzir. Até porque aconteceram tantas transformações, que não há como não crer. E quem crê sabe que o Senhor é o nosso pastor. Deixo claro que estou sob a condução dEle, com a confissão de que Ele pode me usar como quiser. E isso é algo que já está declarado publicamente, pois não tenho nenhuma vergonha de falar sobre este amor verdadeiro de Cristo. A minha expectativa é gloriosa. E quando digo gloriosa, digo que nasci de novo”, enfatizou.

O senador Magno Malta, que esteve presente à cerimônia, salientou que Deus tem um claro propósito na Bahia. Para ele, agora a música baiana será a responsável pelo avivamento espiritual do Brasil. O seu novo CD Tempero do Mundo e Amigos contém o louvor “A Bahia é de Deus”, que parece ter sido composta justamente para descrever o que está ocorrendo em Salvador.

“O Senhor levantou um ministério de perseverança de um homem chamado Walter Júnior, que faz esse trabalho maravilhoso de evangelização. Ele é um radialista premiado aqui na Bahia, que sobe em trios elétricos para pregar o Evangelho. Isso é a máscara do diabo caindo. Criaram uma mística de que a Bahia é de todos os santos. Isso não é verdade. A Bahia é de Jesus. Ela é o útero do Brasil. Uma mulher, quando é atacada no útero, tem afetada toda a vida. Essa foi a estratégia do inimigo para atacar todo o Brasil. E agora todos podem ver o que Deus está fazendo. Isso vai frutificar para todo o país. Podemos testificar que Deus iniciou um grande trabalho”, testemunhou.

ELIANA GUIMARÃES – ESPOSA DE POPÓ

“Foi um casamento perturbador. Em 2003, já não aguentava mais. Decidi sair do país e fiquei na Espanha por alguns meses. Nada preenchia meu vazio. Conheci um espanhol e fiquei noiva dele em um mês. Voltei ao Brasil mas, pela primeira vez, comecei a orar para saber se era mesmo o que eu deveria fazer. Adormeci orando e, quando acordei, o Popó ligou. Percebi que havia algo diferente.

Nos sete dias seguintes, Deus falou comigo diariamente. Esse impacto na minha vida foi tão forte que cheguei a procurar psicólogos. Na semana seguinte, uma senhora desconhecida queria falar comigo. Ela começou a glorificar ao Senhor e disse que Deus tinha um propósito no meu casamento. Mas primeiro Ele iria tratar meu coração, tirar as mágoas. Hoje dou testemunho de que tenho a família mais feliz do mundo”.

DÉBORA BRASIL - EX-DANÇARINA DO GRUPO É O TCHAN

“Eu sou um milagre do Senhor. Estava destruída, totalmente entregue às mãos de Satanás. Trabalhava com Candomblé, cheguei a beber sangue, fazer despachos em cemitérios e outras tarefas terríveis. Eu enxergava uma sombra, via ratos passando, e as pessoas pensavam que eu estava louca. Quando saí do grupo, minha vida financeira também ficou arruinada e meu único sustento vinha dos meus pais. É isso o que Satanás quer fazer em nossas vidas. Sou um exemplo da misericórdia de Deus.

As pessoas não entendem muito quando você diz ‘vou sair, vou largar tudo’. Isso porque não conhecem este Senhor que conhecemos. Muitos conhecem a Deus só de ouvir falar, mas nós o conhecemos de andar com Ele. Independentemente do dinheiro, eu nunca fui tão feliz como sou hoje”.

ACELINO POPÓ - LUTADOR DE BOXE

“Eu não conseguia ser fiel, apesar de amar minha esposa. Fui infiel inclusive no dia do casamento. A última vez foi em abril de 2003, quando ela descobriu e saiu de casa. Eu nem conseguia treinar, porque ficava na prostituição até tarde.

Em agosto de 2003, tive uma luta em Miami (EUA). Encontrei um grupo de evangélicos brasileiros e fui convidado para assistir a um culto. Disseram que teria banda de pagode cristã do senador Magno Malta. No final da reunião, Magno disse que meu casamento seria restaurado, mas que eu iria perder a luta de boxe, e só Deus era quem iria vencer. Na luta, caí três vezes e lembrei das palavras do Magno. Já era Deus trabalhando”.

Cristão de Gaiola
R$ 15.00
Muito Mais que um Sonho de Gilmar e Aline Barros
R$ 16.50
Sem perder a alma
R$ 21.90